Cirurgia Pré Implantodôntica

  Caso clínico, 30 de Ago de 2016

Resumo

Em casos onde não é possível instalar o implante imediatamente após a remoção dos dentes, este é o meu procedimento atualmente, uma cirurgia preparatória para receber os implantes 4 meses depois da remoção dos dentes. Considerações: Dentes com íntimo contato com o seio maxilar e septos que fraturam durante sua remoção; raízes de pré molares superiores com tratamento endodôntico, fraturam com grande facilidade na extração; cuidado para não impulsionar raízes para o interior do seio; cuidado para não fraturar tábua óssea vestibular.

Coágulo puro é bom, vai cicatrizar. Preenchimento do alvéolo com biomaterial já foi minha escolha, mas sem necessidade deste gasto, possibilidade de falência do procedimento por contaminação do enxerto se bordos da ferida não coaptarem e demora na sua integração. Coágulo protegido por membrana impermeável, ótimo..."mas coágulo turbinado" é excelente!

Vídeos do caso

CIRURGIA PRÉ IMPLANTODÔNTICA
Em casos onde não é possível instalar o implante imediatamente após a remoção dos dentes, este é o meu procedimento atualmente, uma cirurgia Leia mais

Envie seu comentário

Cadastre-se grátis e opine sobre este caso clínico.

Autor

Veja mais

Dr. Marcos Bicalho

Cirurgião-Dentista

 Muriaé, MG

Clínico e implantodontista. Área de maior atuação: Reabilitação Oral, implantes e prótese sobre implantes.

Cursos Online em destaque

Pesquisar produtos

Veja mais no Catálogo

Você é dentista?

Crie seu perfil para interagir com Dr. Marcos e mais 120 mil dentistas.

Conecte-se com Facebook

Oferecimento