Estudo Orienta Cirurgiões-Dentistas Sobre Cuidados Especiais para Pacientes com Microcefalia

  Artigo, 05 de Jun de 2019

Estudo Orienta Cirurgiões-Dentistas Sobre Cuidados Especiais para Pacientes com Microcefalia

Pacientes com microcefalia apresentam diversas disfunções associadas à malformação congênita que precisam ser consideradas pelos cirurgiões-dentistas, durante o tratamento odontológico

O vírus Zika chegou ao Brasil em 2015 e, junto com a epidemia, houve um aumento no número de nascimentos de bebês com microcefalia, especialmente na região Nordeste. Após inúmeras investigações, a causa da microcefalia em fetos e recém-nascidos foi atribuída ao Zika, que passou a ser considerado um problema de saúde pública.

Naquele ano, a cirurgiã-dentista Juliana da Silva Moro, que fazia especialização em odontologia para pacientes especiais, na Faculdade São Leopoldo Mandic, em Campinas, decidiu fazer um estudo, no Instituto e Centro de Pesquisas da Instituição, sobre a microcefalia causada pelo vírus, para instruir os profissionais de saúde bucal sobre a assistência odontológica necessária para tratar esses pacientes.

“A microcefalia é uma malformação congênita que pode estar associada a diversas alterações relevantes, como problemas de deglutição e respiração, auditivos e oftalmológicos, epilepsia e comprometimento intelectual, que podem influenciar no atendimento odontológico. E, diante do crescente número de infecções causadas pelo vírus Zika e dos novos casos de crianças nascidas com microcefalia, os cirurgiões-dentistas devem estar preparados para tratar esses pacientes”, explica Juliana, que elencou os resultados da sua pesquisa no artigo Microcephaly caused by the Zika vírus: dental care, publicado em abril deste ano na RGO (Revista Gaúcha de Odontologia).

Para fazer a revisão da literatura, Juliana buscou informações sobre microcefalia causada pelo vírus Zika e as características gerais de pacientes com a malformação, nas bases de dados PubMed, Lilacs e Web of Science, e leu relatórios semanais do Ministério da Saúde sobre a epidemia.

Para continuar lendo, acesse https://www.slmandic.edu.br/2019/06/estudo-orienta-cirurgioes-dentistas-sobre-cuidados-especiais-para-pacientes-com-microcefalia/.

Envie seu comentário

Cadastre-se grátis e opine sobre este artigo.

Autora

Veja mais

São Leopoldo Mandic

Instituição de Ensino

 Campinas, SP

A Faculdade São Leopoldo Mandic, credenciada pelo Ministério da Educação, oferece Graduação e Pós-graduação nas áreas de Odontologia e Medicina, sendo reconhecida... Leia mais

Pesquisar produtos

Veja mais no Catálogo

Você é dentista?

Crie seu perfil para interagir com São Leopoldo Mandic e mais 90 mil dentistas.

Conecte-se com Facebook

Oferecimento